Livros » A Consciência Sacra

A Consciência Sacra

O meu primeiro livro foi publicado em 1987 e intitulava-se A consciência sacra: Contribuição para uma arqueologia do (re)conhecimento (ensaio de hierofanologia) (Sintra, Mar.Fim).

Este título, parecendo estranho, reflecte, como "obra da juventude" (literária, entenda-se), a linguagem demasiado "rebuscada" do academismo que vivia na época e a grande proximidade de linguagem com os universos, sobretudo, de Eliade, Cassirer, Rudolf Otto, Mauss, Caillois e Groethuysen; mas, por outro lado, também já manifesta os pontos de fuga do que viriam a ser as minhas investigações posteriores.

Apesar de tudo, marcou um ponto importante nas pesquisas posteriores (mesmo quando isso não é muito evidente) e nalgumas preocupações teóricas, qual Teseu perante o Minotauro. Presentemente esgotado, registo aqui o seu índice.

© Luís Filipe B. Teixeira e Maria Simões, Edições (MAR . FIM)
Novembro de 1987 - Depósito Legal Nº 14655/87

 

Índice

Introdução

I - A Filosofia como antropologia fundamental

I.1.A Filosofia como antroposofia: o Homem como projecto filosófico
I.2. A hierofanologia como hermenêutica total
Notas

II - Do mito à cultura. Arqueologia do (re-)conhecimento

II.1. O mito como arcano primacial do espírito

Prolegómenos
II.1.1. O conceito de "forma simbólica" e a crítica à reificação
II.1.2. O mito como modalidade específica do Espírito
II.1.3. O esquema triádico de interpretação: Mimésis, Analogia e Símbolo

II.2. O sagrado como categoria operatória

II.2.1. A numinosa "inquietante estranheza" (Unheimlich)
II.2.2. O 'objecto' mítico: Mana/tabú
Notas

Indicações bibliográficas


Enviar    Imprimir

Copyright © 2017 | Luis Filipe B. Teixeira
powered by: CANALPT
Creative Commons License