Ensino/Cursos » Mestrado

Teoria da Cultura Popular

MESTRADO EM DESIGN E CULTURA VISUAL (IADE):

Opção de Especialização: Estudos de Cultura Visual

1º Ano/2º Semestre/ Teórica: 3 ECTS

Competências a Adquirir:

Introdução às teorias e problemáticas da cultura; Caracterizar a emergência da contemporaneidade por relação à noção de «cultura visual», percebendo a figura do «olho»/«olhar» na cultura ocidental. Caracterizar a subjectividade contemporânea por relação com a matriz técnica;compreensão dos temas e aspectos relacionados com a cultura popular e fenómenos culturais de massas.

Descrição do Programa:

1. Génese e evolução da ideia de «Cultura»; Modernidade/Pós-Modernidade (panorâmica); Tradição vs Progresso

2. Emergência da contemporaneidade:«Cultura», «Cultura de Massas» e «Experiência/Experiência da mediação»

3. O paradigma «técnico» como matriz de reflexão/explicação do «Contemporâneo»:«industrialização do olhar» («realidade»; «simulacro»; «simulação»)

4. Culturas populares: Os videojogos (também) como fenómeno de «cultura popular»

Metodologia:
Uma revisão de literatura sobre um determinado tema a entregar na semana de quarto classificada de A a F sendo que F significa que não foram atingidos os objectivos mínimos. Entrega de trabalho de investigação até 1500 palavras em grupos de max. 3 elementos até ao fim do semestre classificado de A a F sendo que F significa que não foram atingidos os objectivos mínimos.

Avaliação:
Classificação: de 0 (zero) a 20 (vinte) valores.
Condições de aprovação: frequência de 1/2 das horas de contacto. Revisão de literatura com classificação mínima de E e trabalho de investigação classificado no mínimo com E.
Condições para obter entre 14 e 15: frequência de 2/3 das horas de contacto. Revisão de literatura com classificação mínima de C e trabalho de investigação classificado no mínimo com C.
Condições para obter entre 16 e 17: frequência de 3/4 das horas de contacto. Revisão de literatura com classificação mínima de B e trabalho de investigação classificado no mínimo com B.
Condições para obter entre 18 e 19: frequência de 4/5 das horas de contacto. Revisão de literatura com classificação mínima de B e trabalho de investigação classificado no mínimo com A.
Condições para obter 20: frequência de todas as horas de contacto. Revisão de literatura com classificação mínima de A e trabalho de investigação classificado no mínimo com A.

Bibliografia:

1/ Adorno, Theodor, «Das Scheme der Massenkultur» («O esquema da cultura de massas»), 1942, in Dialektik der Aufklarung (GS 3, 299-335), tradução portde Maria Antónia Amarante, Sobre a indústria da Cultura, Angelus Silesius, 2003, pp. 57-95

2/Adorno, Theodor, «Résumé uber Kulturindustrie» («Breves considerações sobre a Indústria da Cultura»), 1963, in Kulturkritik und Gesellschaft I (GS 10-1, 337-345), tradução de Maria Antónia Amarante, Sobre a Indústria da Cultura, 2003, pp. 97-106

3/ Antunes, Manuel (1999), Teoria da Cultura, Lisboa: Colibri

4/ Benjamin, Walter (2006:orig. 1938), «A obra de arte na época da sua possibilidade de reprodução técnica», in A modernidade, edição e tradução João Barrento, Lisboa: Assírio e Alvim: 207-241

5/ Berger, Arthur Asa (202), Videogames: A popular culture phenomenon, New Brunswick and London: Transaction Publishers

6/ Costikyan, Greg (June 2002), «I Have No Words & I Must Design: Toward a Critical Vocabulary for Games», Computer Games and Digital Cultures Conference Proceedings Tampere: Tampere University Press: 9-33

7/ CRARY, JONATHAN (1992), Techniques of the observer. On vision and modernity in the 19th century. Cambridge/Mass:MIT Press (sobretudo cap. 1. «Modernity and the problem of the observer»:1-24)

8/ Gasset, Ortega, «Começa a dissecação do Homem-Massa» (Primeira Parte, cap. VI) e «A barbárie do «especialismo»» (Primeira Parte, Cap. XII),  in A rebelião das massas, Lisboa, Relógio d´Agua, respectivamente, pp. 70-75 e 110-115

9/ Lankoski, Petri & Helio, Satu (June 2002) «Approaches to computer game design - Characters and conflict», Computer Games and Digital Cultures Conference Proceedings Tampere: Tampere University Press: 311-321

10/ Lauteren, Georg (June 2002) «The Pleasure of the Playable Text: Towards an Aesthetic Theory of Computer Games», Computer Games and Digital Cultures Conference Proceedings Tampere: Tampere University Press: 217-225

11/ Strinati, Dominic (2004), An Introduction to Theories of Popular Culture, (2d ed.)London and New York: Routledge

12 / Teixeira, Luís Filipe B. (2004), Hermes ou a Experiência da Mediação (Comunicação, Cultura e Tecnologias), Lisboa: Pedra de Roseta

voltar


Enviar    Imprimir

Copyright © 2017 | Luis Filipe B. Teixeira
powered by: CANALPT
Creative Commons License